Img  232 1 355 2500
5,00 €

 

A pesca do bacalhau à linha com dóris de um só homem foi uma saga de heroísmos cruéis. O projecto cultural do Museu Marítimo de Ílhavo e a investigação empenhada em conhecer este “fenómeno total” têm permitido revolver uma memória que, em certos meios, teima em persistir fechada e mítica, conservadoramente épica.


Porque se trata de um documento inédito, escrito em finais dos anos cinquenta do século XX, optámos por não alterar o original, quer na grafia, quer nos desenhos e fotografias.


Por razões diversas, esta improvável aliança determinada por compromissos externos que a organização corporativa das pescas acabou por assumir para defender a política de abastecimento de bacalhau resultou num escrito a duas mãos que não chegou a ser publicado. Fazê-lo agora significa partilhar um documento de admirável realismo científico que exprime como poucos a íntima ligação dos aspectos humanos, técnicos e científicos da “grande pesca” por homens e navios portugueses no Atlântico Norte.

 

Ficha Técnica:

 

Autores | Mário Ruivo e António Nunes de Oliveira

 

Nota de abertura | Álvaro Garrido

 

Capa, composição gráfica e revisão | Hugo Pequeno

 

Transcrição | João Pedro Bastião

 

Fotografias | Mário Ruivo

 

Edição | Câmara Municipal de Ílhavo / Museu Marítimo de Ílhavo

 

Tiragem | 250 exemplares

 

Gráfica | Officina Digital - Impressão e Artes Gráficas, Lda

 

Data de edição | 2ª edição janeiro 2017 (1ª edição março 2011)

 

Depósito legal n.º 419989/17

 

ISBN | 978 972 8863 34 0